Dislipidemia (colesterol alto)

Quais os tipos de  colesterol ?
Existem 3 tipos de colesterol. O LDL, VLDL e HDL (bom colesterol). O LDL leva o colesterol para todas as
células, podendo entrar na parede das artérias e formar a aterosclerose. O HDL faz o oposto, retirando o
colesterol das células (e das artérias), levando-o para o fígado, de onde ele poderá ser eliminado do
organismo. Assim, quanto mais alto for o LDL-colesterol e mais baixo for HDL-colesterol, maior a chance
de problemas cardíacos.
 

O que provoca o aumento do colesterol no sangue ?
O colesterol do sangue pode subir por 3 motivos:
 
- Genética: Os genes do indivíduo determinam que o colesterol do sangue seja alto.
- Alimentação: A alimentação gordurosa e rica em colesterol.
- Doenças: Algumas doenças aumentam o colesterol, como diabetes, doenças da tireóide, dos rins e das supra-renais.  


O que  o colesterol alto pode provocar ?

Altos níveis de colesterol no sangue aumentam o risco de aterosclerose, doença que é responsável por:
 
-Infarto                                   
-Derrame                                
-Doença Arterial Periferia      
-Demência (alguns tipos)       
-Impotência sexual                 
 

Quais os sintomas do colesterol alto ?

Geralmente o aumento do colesterol do sangue não provoca sintomas. Infelizmente em alguns casos o paciente descobre que tem problemas, quando tem um infarto ou derrame cerebral.
 

Quem deve pesquisar os níveis de colesterol ?

Todos pacientes acima de 20 anos, especialmente, os que já tiveram alguma manifestação de aterosclerose (infarto, derrame e outros) ou tenham história familiar de colesterol alto.
 
Quais os níveis adequados de colesterol ?

Depende da idade e da presença de fatores de risco. Os níveis adequados estão citados na tabela ao lado.
 
 
Qual o tratamento para o colesterol alto ?

- Dieta: Uma dieta pobre em colesterol e gorduras saturadas reduz os níveis de LDL-colesterol (colesterol ruim). Deve-se evitar os alimentos de origem animal: carne, frutos do mar, miúdos, gema de ovo, leite e seus derivados (manteiga, iogurte, coalhada, queijos, creme de leite, chantilly) e os alimentos com muita gordura saturada tais como alimentos industrializados (bolos, biscoitos recheados, chocolates, tortas, gordura hidrogenada, sorvetes cremosos) e alguns alimentos vegetais (coco, banha de coco, azeite de dendê).
    As gorduras insaturadas (monoinsaturadas e poliinsaturadas), embora forneçam muitas calorias, diminuem o colesterol do sangue e devem substituir as gorduras saturadas. Ambas reduzem o LDL-colesterol (colesterol ruim) e as monoinsaturadas aumentam o HDL-colesterol (bom colesterol). As gorduras monoinsaturadas são encontradas em óleos vegetais, como: azeite de oliva, canola, nozes, avelãs, castanhas, amêndoas, e no abacate.
As gorduras poliinsaturadas são encontradas em: óleo de soja, milho e girassol. Alimentos de origem vegetal como: frutas, legumes, verduras, tubérculos e cereais, não contém colesterol nem gordura saturada, podendo ser consumidos em substituição aos de origem animal.
 
- Atividade física: Atividade física regular é importante para o controle das gorduras do sangue. Devemos realizar exercício aeróbicos (caminhada, corrida, bicicleta, natação, hidroginástica, ginástica aeróbica) por pelo menos 40 minutos de 3 a 6 vezes por semana.
 
- Medicamentos: Existem medicamentos muito eficazes para a redução do colesterol do sangue, porém como eles têm que ser usados por longos períodos, ou até para sempre, além de poderem causar efeitos colaterais, devem portanto, ser utilizados após ter sido tentada dieta e atividades físicas. Seu médico saberá quando indicá-los.
 
 
Dicas para controlar o colesterol do sangue

 
- Utilize leite desnatado ou light.
- Prefira queijos magros (frescal, ricota, cottage) e margarina light.
- Prepare alimentos utilizando óleos vegetais: soja, milho, canola, girassol, e azeite de oliva.
- Evite frituras, principalmente as feitas com manteigas e banhas.
- Remova a gordura visível das carnes e a pele das aves, se possível antes do preparo.
- Evite alimentos com: chantilly, creme de leite, maionese, chocolate, gordura hidrogenada, leite condensado.
- Para o tempero utilize: azeite de oliva, vinagre e limão.
- As massas devem ser acompanhadas por molhos vermelhos, ou com vegetais.
- Utilize o forno ou o microondas para o preparo de milanesas e empanados.
- Frios e embutidos (lingüiça e salsicha) à base de aves podem ser consumidos.
- Mantenha um peso saudável.
- Torne-se mais ativo no seu dia-dia. Faça exercícios físicos regulares.
- Evite o tabagismo.
- Se usuário de bebida alcoólica, beba com moderação.


RECOMENDAÇÕES DIETÉTICAS PARA PACIENTES COM  COLESTEROL ALTO

RECOMENDÁVEL
MODERADO
EVITAR !!!


GORDURAS
Óleos e margarinas ricas em poliinsaturados; óleo de girassol, milho, soja, açafrão, algodão; azeite de oliva
Manteiga, banha, toucinho, sebo, óleo de palmeira ou côco, margarinas, óleo de cozinha, gorduras hidrogenadas


CARNES
Galinha (sem pele), peru, vitela, coelho, carne de caça
Carne vermelha magra (inclusive porco), hamburguer light, presunto light, fígado, rim
Gordura visível na carne, carne de porco gorda, bacon, embutidos (salame, salsicha, mortadela), pato, ganso, patê de carne, pele de aves.


OVOS E LATICÍNIOS
Leite desnatado, queijo cottage, coalhada, clara de ovo, iogurte desnatado
Leite semidesnatado, ricota, parmesão (pequena quantidade), ovos inteiros (1-2 por semana)
Creme de leite integral, leite condensado, nata, queijos gordos ou cremosos, iogurtes integrais

 

PEIXES
Peixes brancos ou oleosos: bacalhau, haddock, linguado, arenque, macarel, sardinha, salmão, truta
Peixe frito com óleos adequados (acima), mariscos
Ova de peixe frito; peixes fritos com óleos inadequados

 

FRUTAS E VEGETAIS
Todos os vegetais frescos e congelados. Ervilha, feijão seco (todos), lentilhas, grão-de-bico. Batatas cozidas (comer a casca sempre que possível). Frutas frescas, frutas enlatadas não-adocicadas, frutas secas.
Batatas assadas, se cozidas com óleo adequado, abacate, pêra, frutas em calda, frutas cristalizadas.
Batatas fritas e assadas cozidas em outras gorduras; assados, salgadinhos de batata.

 

NOZES
Nozes, castanhas
Amêndoa, castanha-do-Pará, avelã
Côco

 

CEREAIS
Cereais de grão integral, farinha de aveia, milho; mingau de aveia, milho, arroz; pão torrado, bolo de aveia
Farinha branca, pão branco, cereais açucarados, musli, massas e arroz branco, biscoito semidoce
Pães especiais como croissants, brioches, biscoitos de queijos temperados, massa pronta

 

SOBREMESAS
Gelatina, sorvete de frutas, pudim de leite desnatado, iogurte desnatado, molhos sem gordura.
Bolos, massas, pudins, biscoitos e molhos feitos com margarina ou óleos adequados. Sorvetes pobres em gordura, lanches feitos em casa com gordura poliinsaturada.
Bolos e massas, pudins e biscoitos feitos com gorduras saturadas. Bolinhos recheados de frutas, pudins, molhos de creme e manteiga. Lanches fritos em gordura sólida, sorvete com leite integral.

 

BEBIDAS
Chá, café com leite desnatado, água mineral, bebidas leves sem açúcar, sucos de frutas não-adocicadas, caldos de vegetais feitos em casa, cerveja com pouco álcool
Refrigerantes, bebidas maltadas pobres em gordura, sopas de pacotes, sopas com carne, bebidas destiladas.
Café irlandês, bebidas maltadas ricas el gordura, bebidas a base de chocolate, sopas cremosas, cremes para café.

 

DOCES
Salada de frutas, adoçantes artificiais.
Picles, doces e molhos picantes, geléia, marmelada, mel, melaço, marzipam, pasta de amendoim e coalho de limão, doces fervidos, pastilhas, balas de hortelã, açúcar, sorbitol, glicose, frutose.
Chocolate, balas carameladas, doces com côco.

 

TEMPEROS
Ervas, temperos, mostarda, pimenta, vinagre; temperos com pouca gordura como limão e iogurte desnatado. Creme de salada com pouca gordura ou maionese com pouca caloria.
Patê de peixe e de carne; molhos engarrafados, tempero francês, molhos de salada comuns, maionese ou molho de soja.
Creme ou tempero de creme de queijo.